Quem para o imbatível Santos no Brasileirão Feminino?

Oito jogos, oito vitórias, 25 gols marcados e só dois sofridos. A campanha do Santos no Brasileirão Feminino é simplesmente avassaladora. E apesar de outros grandes momentos, como a vitória sobre o Corinthians no Parque São Jorge, o ponto alto desta trajetória aconteceu neste sábado (11), no Pacaembu.

O Santos derrotou o Flamengo por 2 a 1. Eu sei, o placar não salta aos olhos, mesmo considerando a força das rubro-negras. Mas não se deixe enganar: foi a melhor atuação das Sereias da Vila no ano. As comandadas de Emily Lima poderiam tranquilamente ter marcado cinco ou seis gols.

A propósito, a versão 2019 do time de Emily parece bem mais madura. O clube paulista estrategicamente reduziu o elenco, mas fez adições importantes. Uma delas em especial: Gláucia. A atuação da centroavante no Pacaembu foi absolutamente soberba. Um gol, uma assistência e pelo menos outras quatro chances claríssimas de gol criadas.

Santos vence Flamengo por 2 a 1 no Brasileirão Feminino. Foto: Caroline Oliveira
Santos vence Flamengo por 2 a 1 no Brasileirão Feminino. Foto: Caroline Oliveira

Gláucia é um tipo raro no futebol feminino brasileiro. À primeira vista, pode parecer uma centroavante pesada e sem mobilidade. Mas é exatamente o contrário. É uma jogadora dotada de muita técnica e com um último passe fantástico.

Seja jogando de costas ou acelerando com a bola, Gláucia criou um punhado de chances para suas companheiras marcarem. Infelizmente, nenhuma delas estava com a pontaria calibrada. Mas Gláucia estava, e acabou sendo dela o gol da vitória. Ela agora é uma das artilheiras do Brasileirão Feminino, com oito gols.

Santistas fazem festa com a torcida após o apito final. Foto: Caroline Oliveira
Santistas fazem festa com a torcida após o apito final. Foto: Caroline Oliveira

É o ano do bicampeonato santista?

Se no ano passado as Sereias surpreendentemente pararam nas quartas, isso dificilmente se repetirá nesta temporada.

As meninas de Emily jogam um bom futebol e têm gosto pela bola. O 4-3-3 santista é envolvente, sempre com Angelina na base da jogada. Aliás, a volante de 19 anos seguramente será jogadora de seleção por muito tempo.

O fato é que, neste ano, o Corinthians tem um concorrente à altura pelo título brasileiro. Ao que tudo indica, a disputa pelo troféu será mesmo monopolizada por Corinthians e Santos. O Flamengo, como visto hoje, está em um nível abaixo. O Iranduba caiu bruscamente de rendimento. O recém-promovido Internacional pode ser uma surpresa, mas ainda não pinta com a mesma cancha dos grandes paulistas.

Público em destaque

Outra lembrança positiva desta tarde no Pacaembu foi a boa presença de público. Os números não foram divulgados oficialmente, mas no “olhômetro”, foi algo parecido com o de Corinthians x Iranduba na quinta-feira (5.387 pessoas).

Para uma rodada relativamente comum, são números animadores. Tenho a impressão que, além do crescimento da modalidade, o futebol feminino também virou um refúgio diante da violência que domina o ambiente do futebol masculino. Isso se justifica, por exemplo, com a presença de inúmeras crianças no estádio.

Fato é que o torcedor santista está animado. Tanto que, ao final do jogo, formou-se uma multidão à espera de uma foto com as jogadoras. Cenas tão simples, mas muito especiais. O esporte precisa dessa pureza que o futebol feminino carrega.

Multidão formada para fotos com as Sereias após o apito final. Foto: Gabriel Seixas
Multidão formada para fotos com as Sereias após o apito final. Foto: Gabriel Seixas

Agora é hora da sua opinião! E aí, o que está achando da campanha do Santos no Brasileirão Feminino? As Sereias da Vila são as favoritas ao título? Deixe o seu comentário aqui embaixo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *